segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

"Ou 8 ou 80"

Este é o meu 3º ano no Circuito Nacional Deeply Surf Esperanças.
Será, também, a minha 3ª etapa na Costa da Caparica, na Praia do CDS.
Vejam só o que nos está reservado:

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Wipeouts - melhor que surf

Surf with the Pros

Este acontecimento, tradicional na maioria dos eventos do WT, tem vindo a ser realizado em Portugal?

Sei que no Ano de 2009, o Rip Curl Search incluiu um evento semelhante, apoiado/patrocinado pelo nosso Tiago “Saca” Pires.
No ano de 2010 houve algum evento semelhante?

Engraçado a falta de divulgação que estas coisas têm.

Engraçado, também é a forma como se vai sabendo destes eventos, senão veja-se o caso mais recente:
“Kelly Slater lesiona-se” – Aproxima-se a realização do Quiksilver Pro, cuja novidade é a presença de do KS10. O decacampeão lesionou-se durante um evento tradicional, designado “Surf with the ProsSurf” o qual “…proporcionou aos jovens locais surfarem com os seus ídolos.”!!!

O “Saca” esteve presente.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

A nova geração de pranchas chegou

Esta foi "roubada" ao blog "Como é que está o surf?".

Tal como era de prever chegaram as pranchas com sensores.
Dentro em breve chega a Prancha que se adapta aos sinais desses sensores. Futurista? Quem diria há 10 anos, que os carros desligariam e ligariam no para arranca dos semáforos?
E os faróis quando está escuro? e ...?


Pukas - Tecnalia Surfsens project from Pukas Surf on Vimeo.

Há vida fora do Facebook by Ruben Gonzalez

Ruben Gonzalez apresenta um novo site, em estilo blog.
Vejam-no aqui
Esta é a prova, há muito esperada, de vida fora do Facebook.
São já muitos os atletas que utilizam o FB como meio de divulgação e de retorno aos fans e patrocinadores, no entanto há alguns resistentes.
Eu sou a "quinta coluna", o "partisan" o jovem "dinossauro".
Para os apreciadores, um blog é como um disco de vinil, como uma caneta de tinta permanente, um rolo de fotogtrafia.
Para os outros caretas - um blog é como surfar sem crowd.
Sucesso Ruben, não só nesta iniciativa mas no teu retorno à competição, também.

Bodyboard Nortenho exemplo para o Surf

"No primeiro fim-de-semana de Março inicia-se o Circuito Nacional Deeply Surf Esperanças.
Por sua vez, o Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças tem o seu arranque no último fim-de-semana de Fevereiro.
Ambos decorrem na Costa da Caparica, sendo este é o único spot comum a ambos os circuitos.

No que se refere às prestações nortenhas em ambos os circuitos, o Bodyboard é aquele que mais se destaca, quer no número de participantes, quer nas classificações alcançadas.

Há que “dar a mão à palmatória” – O Bodyboard nortenho é mais competitivo. Mas estará melhor organizado? Haverá melhores escolas? E Treinadores?

Não sendo um profundo conhecedor do estado da modalidade e não pretendendo ofender, por lapso, ninguém, vejo o grupo da Onda Norte e da Surfjah como os únicos com presença nos campeonatos.

Se para a Onda Norte as questões de organização, escola e treinadores são, sem duvida, metas alcançadas, já para a Surfjah a questão do treinador é uma falha (segundo creio foi colmatada nesta época de 2011). Se assim é como é possível a este clube de Espinho competir pelos lugares de pódio? A resposta simplista é a de que herdou atletas da Onda Norte. Mas será assim tão simples?

Se é uma questão apenas de atletas, bastaria a um clube do norte “herdar” os melhores Esperanças do Surf e já está – o Clube passou a competitivo. Mas não é assim, como sabem, pelos exemplos de passados próximos.

Então o que “mexe” estes clubes? Há dois factores primordiais:
1 – liderança
2 – espírito de corpo

Nunca me apercebi de treinador nortenho a liderar. Podem dizer que no surf a liderança é “low profile”, daí não me ter apercebido dessa faceta. Mas, mais uma vez, há que comparar com a Taça de Portugal, ou com outros treinadores bem conhecidos do circuito de Esperanças. O treinador lidera desde do check-in até ao pódio, intervém em todas as situações, incluindo junto dos juízes (esses seres plenipotenciários que também cometem erros) e directores técnicos. Em casa está sempre presente a organizar e a incentivar os seus atletas, creio mesmo que o seu principal trabalho está na motivação – manter e reforçar.

Para quem já assistiu a Etapas de Surf Esperanças, verifica que dentro dos clubes há camaradagem e amizade, mas não há espírito de corpo. É comum verificar que atletas do norte, assim que chegam às praias das etapas, “acampam com o inimigo”. O Mais engraçado é que na Taça de Portugal este “acampar com o inimigo” mantém-se, mas quando os “nossos” se começam a preparar para os seus heat todos regressam à base para apoio incondicional

Há, sem qualquer dúvida, uma “colheita” extraordinária de Esperanças no Surf Nortenho, como o Tomás Ferreira, o Romão Ferreira, o João Maria, o Miguel Magalhães, etc. Talvez este grupo, aproveitando o esforço dos seus “antepassados” (Sebastião Furtado, Ricardo Alves, João Brito, Luís Lickfold, Nuno Lopes, Tomás Bui, “Pauladas”, Mariana Macedo, etc.) consigam alterar definitivamente a sua postura e criarem um verdadeiro espírito de camaradagem, sustentado pelo objectivo comum da disputa dos lugares do pódio.

Quanto à liderança, as coisas estão a mudar. Apesar de apenas dois clubes ABC Boardriders e Clínica de Surf competirem assiduamente no Circuito Nacional, há uma mudança de atitude nas escolas nortenhas que começam a desviar / complementar os seus esforços de obtenção de proveitos oriundos do surfista de fim-de-semana/férias para a obtenção / demonstração de capacidade e ensino do surf a mais alto nível.
MBM"

domingo, 20 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Inscrições aberta para a 1ª Etapa do CNSEsperanças 2011

O Site da Federação Portuguesa de Surf abriu hoje as inscrições para a 1ª Etapa do Circuito Nacional Deeply Surf Esperanças 2011 (aqui).
Esta prova está agendade para os dias 5 a 7 de Março e realiza-se na Costa da Caparica - Praia do CDS

Eu já estou inscrito:
"Inscrição confirmada na prova para o federado nº 9165 às 9:25:44 de 2011-02-18!"

Esta Etapa não é, para mim, um bom começo de Campeonato.
Nunca consegui fazer as pazes com o mar da Caparica, excepto no freesurf e sempre mais a Sul da Praia do CDS.
Em 2009 não passei o 1º heat.
Em 2010 anularam a minha 1/2 final a 3 minutos do fim, com a passagem à final assegurada do João Moreira e minha. Na repetição do heat no dia seguinte foi uma m....
No ano passado as condições estavam tão más que nem a final foi disputada.

"Águas passadas não movem moinhos" - Em 2011 a Caparica vai vergar.
Dos meus colegas do ano passado sei que ainda são Sub-12 o Campeão - João Moreira, o Vice-Campeão - Francisco Almeida. OEduardo de Viana do Castelo também ainda é Sub-12. Os restantes vou saber quando sirem os heats.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Baby Surfer - Mónica Santos

É goofy e o Pai já está a pensar em por no vidro do carro.

Gromflex - Novo modelo Firewire

Vejam só como cada vez mais pensam em nós.
Visitem a Firewiere Portugal para mais informações.
Linda, não é?
Pai, faço anos em Abril.

O&E

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Vídeo Street Surf

O Pedro Rodrigues fez-me uma surpresa.


Com muita paciência e talento fez este vídeo para me oferecer. Obrigado Pedro.

video

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Depois dos "Stella Awards" nunca mais verbalizo o meu desagrado no julgamento de uma onda no CNSEsperanças

Stella Awards


Os Stella Awards são prémios conferidos anualmente aos casos mais bizarros de processos judiciais nos Estados Unidos.
Têm este nome em homenagem a Stella Liebeck, que derramou café quente no colo e processou, com sucesso, o McDonald's, recebendo quase 3 milhões de dólares de indemnização...
Desde então, os Stella Awards existem como instituição independente, publicando e "premiando" os casos de maior abuso do já folclórico sistema judicial norte-americano.

Este ano, os vencedores foram:
5º lugar (empatado):
Kathleen Robertson, de Austin, Texas, recebeu 780.000 dólares de indemnização duma loja de móveis, por ter partido o tornozelo ao tropeçar numa criancinha que corria solta na loja. A criança descontrolada era o próprio filho da sra Robertson...
Terrence Dickinson, de Bristol, Pensilvânia, estava saindo pela garagem duma casa que acabara de roubar. Não conseguiu abrir a porta da garagem, porque o sistema automático tinha defeito. Não conseguiu entrar de volta na casa, porque a porta já se fechara por dentro. A família estava de férias e o sr. Dickinson ficou trancado na garagem por 8 dias, comendo ração para cães. Processou o proprietário da casa, alegando que a situação lhe causou profunda angústia mental. Recebeu 500.000 dólares de indemnização.

4º lugar:
Jerry Williams, de Little Rock, Arkansas, foi indemnizado com 14.500 dólares, mais despesas médicas, depois de ter sido mordido pelo beagle do vizinho.
O cão estava preso, do outro lado da cerca, mas ainda assim reagiu com violência quando o sr. Williams pulou a cerca e disparou repetidamente contra ele, com uma pressão de ar...

3º lugar:
Um restaurante de Filadélfia foi condenado a pagar 113.500 dólares a Amber Carson, de Lancaster, Pensilvânia, por ela ter escorregado e fracturado o cóccix. O chão estava molhado porque, segundos antes, a própria Amber Carson tinha atirado um copo de refrigerante contra o namorado, durante uma discussão.
2º lugar:
Kara Walton, de Claymont, Delaware, processou o proprietário duma casa de diversão nocturna por ter caído da janela da casa de banho, partindo os dois dentes da frente. Tentava escapar do bar sem pagar a despesa de 3,50 dólares. Recebeu 12.000 dólares de indemnização, mais despesas dentárias...

E o vencedor em 1º lugar:
O grande vencedor do ano foi o sr. Merv Grazinski, de Oklahoma City, Oklahoma. O sr. Grazinski tinha acabado de comprar um Chrysler Motorhome Winnebago automático e regressava sozinho dum jogo de futebol. Na estrada, activou o "cruise control" do carro para 100 km/h, abandonou o banco do motorista e foi para a traseira do veículo preparar um café. Como era de esperar, o veículo despistou-se, bateu e capotou. O sr. Grazinski processou a Chrysler por não explicar no manual que o "cruise control" não permitia que o motorista abandonasse o volante. O júri concedeu-lhe a indemnização de 1.750.000 dólares, mais um Chrysler novo do mesmo modelo. A construtora mudou todos os manuais de proprietário a partir deste processo, para se acautelar contra qualquer outro atrasado mental que comprasse um Chrysler.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Costa da Caparica - 19 e 20 de Fevereiro

Já estão a pensar em nós.
Dois fins-de-semana antes da 1ª etapa do CNSEsperanças na Caparica, o clube local vai realizar um regional.
Vais?